Horário de Brasília: 14:13
Data: domingo, 29 de novembro de 2020
Clima

Operação de fiscalização reúne Prefeitura, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros na luta contra Covid-19

30/06/2020 Raquel de Pinho SECOM/PMA

Diante da situação de emergência de saúde pública decorrente da Covid-19, a Prefeitura de Aracruz, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e órgãos fiscalizadores realizaram uma operação conjunta, na noite do último sábado (27/06), com saída do 5º Batalhão da Polícia Militar, para intensificar as fiscalizações no comércio visando o cumprimento das normas previstas em decreto para o enfrentamento do novo coronavírus.

A operação teve por objetivo orientar e conscientizar a população para evitar a transmissão e a propagação do coronavírus. “Nosso objetivo é resguardar a vida das pessoas, protegê-las, solicitando que fiquem em casa e evitem provocar qualquer tipo de aglomeração”, reforça o 1º sargento Alex Sandro F. Bernardes do Corpo de Bombeiros.

Segundo o 1º tenente da Polícia Militar Diego Hage Firme, a fiscalização atingiu diferentes estabelecimentos comerciais, entre eles, os bares. “A ação aconteceu nos anos anteriores, mas agora teve um foco adicional por causa da pandemia que foi exigir o respeito aos decretos estaduais e municipais. Além de fazer a fiscalização e verificar se não existe nenhum ilícito ou infração administrativa, a operação atuou no sentido de manter os estabelecimentos fechados, preservar a vida e impedir a transmissão pelo novo coronavírus”, completa o tenente.

O agente da Polícia Civil Paulo Pignaton ressaltou a importância da conscientização da população: “O mais importante hoje é preservar vidas. Estamos aqui para ajudar a evitar aglomerações”.

A operação conjunta atingiu as localidades de Guaraná, Recanto Feliz, Jacupemba e Mambrini. “Todos esses pontos foram fiscalizados. Alguns deles são reincidentes, donos de bares e lanchonetes que estão descumprindo o decreto. Os reincidentes foram interditados e os outros notificados”, informa o fiscal de transportes, Wisllian Duarte Caliman.

De acordo com o coordenador do Sistema de Comando de Operações (SCO) e secretário de Administração e Recursos Humanos, Luciano Forrechi, num sistema perfeito não seria necessário interdição, notificação, talvez nem fiscalização. “Mas diante do descumprimento cada vez maior da legislação e em solidariedade às famílias que sofrem com parentes adoecendo, temos reforçado nossa motivação e nosso compromisso de realizar nossas atividades, se preciso, com maior rigor. Aos que não compreendem as atividades exercidas, que pensem num possível familiar, de mais idade, que venha a contrair este vírus e sofrer muito com as complicações”, alerta o secretário.

Para Luciano, a ação deste sábado foi eficiente, as rotas foram planejadas de forma a atingir rapidamente os pontos mais críticos e os estabelecimentos que estavam descumprindo o decreto foram interditados. “Mais uma vez queremos parabenizar a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e os fiscais de Transportes, de Meio Ambiente e de Posturas que uniram esforços para a operação de fiscalização realizada neste final de semana”, ressalta o gestor.

TEXTO: Raquel de Pinho
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br