Data: segunda, 18 de novembro de 2019
Horário de Brasília: 05:01
Clima

Andada do caranguejo: manguezais de Aracruz são monitorados pela Secretaria de Meio Ambiente

09/10/2019 Foto: SECOM

A Prefeitura de Aracruz, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), monitora, ao todo, 23 pontos em manguezais do município. A maior parte desses lugares de fiscalização estão às margens do Rio Piraquê-açu, que possui 15,80 Km² de manguezais e representam uma das maiores áreas de manguezais do estado do Espírito Santo.

Em 2019 a Secretaria de Meio Ambiente registrou, por meio do projeto Vida no Mangue, 46 catadores de caranguejo que atuam no município. No entanto, desde o início de outubro, a captura, a manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização, o armazenamento e a comercialização do caranguejo-uçá estão proibidas até janeiro de 2020.

Trata-se do período de defeso do caranguejo-uçá. Portanto, entre 01 de outubro e 30 de novembro a proibição vale para machos e fêmeas da espécie, que estarão em período de troca da carapaça. Já de 01 a 31 de dezembro a proibição se dá apenas às fêmeas do caranguejo-uçá, que estarão em período de desova.

Quem for flagrado capturando, comercializando ou consumindo o animal durante o período de defeso será encaminhado para a Delegacia de Crimes Ambientais e sofrerá as penalidades, que podem ser pagamento de multas e até prisão; conforme as sanções previstas na Lei nº 9.605 (12/2/98) e no Decreto Federal nº 6514 (22/2/08).

A importância do período de defeso
A andada é o período em que os caranguejos machos e fêmeas saem de suas galerias (tocas) e andam pelo manguezal para acasalamento e liberação de ovos. Além disso, existe também a necessidade de recomposição natural da fauna e da proteção das espécies de caranguejo durante a época de sua reprodução.

Participe da fiscalização e colabore com o meio ambiente
A Secretaria de Meio Ambiente (SEMAM) pede ajuda da população de Aracruz para denunciar práticas ilegais durante o período de defeso. Confira a baixo os números para denúncia:

Fiscalização da SEMAM – (27) 9 9771-4462/ 3270 7067

TEXTO: Luã Quintão
E-MAIL: lrangel@aracruz.es.gov.br